Marcado: fotografos

A força tenra de Nobuyoshi Araki

O fotógrafo japonês Nobuyoshi Araki lançou mais um livro depois do bem sucedido “Tokyo Lucky Hole”, o “Araki by Araki”, que reúne algumas décadas de suas intensas fotografias. Conhecido principalmente por seus retratos sobre o kinbaku-bi (a arte japonesa da “servidão”, onde as mulheres ficam presas por amarrações), Araki mantém sempre um olhar sensual e forte sobre qualquer tema que aborde. Obcecado pela forma feminina, transfere a voluptuosidade de suas curvas para as das flores sempre exuberantes e coloridas, tema também recorrente em suas fotografias, assim como as brancas ruas de Tokyo, sempre retratadas através de muita delicadeza.

O erotismo presente em seu trabalho talvez se torne um pouco chocante para alguns (principalmente os ocidentais), mas Araki sempre exprime uma espécie de ternura em suas imagens, seja através das cores ou do olhar captado de suas modelos. Sua fotografia é a representação de seus instintos. Por reagir tão intensamente a suas próprias emoções e desejos, sem medo deles ou de mostra-lo para o mundo, esse artista se torna extremamente genuíno – na minha concepção. Alguém que realmente usa sua arte para experienciar mais inteiramente qualquer sentimento que se tenha.

algumas fotos [lindas] do livro “Araki by Araki”

Araki: “They all have their own charms. But often they themselves aren’t even aware of their charms, so you have to discover it and present it to them, like, “This is it!” They’re radiating all this aura, so your job is to pump up that aura even more and give it back to them by capturing it on film. That’s how I approach my work.”

Anúncios