Categoria: Cinema

Livros que não li de filmes que vi

[voltei!!]

filmeslivros

Recentemente a Darkside Books lançou uma edição linda de Psicose, história que Hitchcock usou de base para fazer a adaptação para o cinema. Assim que a vi parei pra pensar COMO nunca tinha lido aquele livro que deu origem a um dos meus filmes favoritos e ai me toquei de quantos filmes bons assisti mas nunca li o livro que foi usado de inspiração para o roteiro. Decidi então fazer minha primeira lista do ano: “livros que não li e geragam filmes que vi, para acabar em 2014”. [quem não ama listas? haha] Então, meus escolhidos foram:

Psicose * Esse é o que estou mais ansiosa pra ler; Hitchcock é meu diretor favorito e Psicose foi o primeiro filme dele que vi! Também foi um dos primeiros filmes realmente bons que assisti, quando ainda estava começando a descobrir cinema, e isso me fez adorar ainda mais essa história. Tenho certeza que também vou gostar muito do livro do Robert Bloch, como adoro qualquer coisa relacionada ao filme.

O iluminado * Um dos meus filmes favoritos de suspense e dirigido por outro cara que acho demaaais: Stanley Kubrick. O livro que originou o filme é do Sthephan King, e esse é o único motivo que não o li até agora. Na verdade nunca li nada dele, mas sempre tive a impressão de que iria achar seus livros meio  parecidos com os de uma coleção que lia quando tinha uns 14 anos, chamada Rua do Medo, então os ignorei simplesmente por não querer “””retroceder””” pra uma literatura mais infantil. Mas ok, vou deixar meu preconceito de lado por esse livro.

Laranja mecânica * Se tem um tipo de literatura que eu amo são as distopias! Também já vi muita gente falando bem desse livro, ao que parece sou a única pessoa no mundo que ainda não o leu. Outra obra cinematograficamente adaptada pelo Kubrick, o livro original é de Anthony Burgess e foi lançados no início dos anos 60, o que pra mim faz ele ser mais incrível ainda já que fala de uma sociedade à frente de seu tempo.

Clube da luta * Apesar de amar o filme (dirigido por David Fincher), não estou tão ansiosa para ler esse livro quanto gostaria. A história original é do Chuck Palahniuk, que é super posto em alta por todos, mas que eu tenho trauma por causa do único livro que li dele, “Condenada”. Achei tão ruim que fiquei com raiva de ter perdido meu tempo terminando a leitura. A única explicação que vejo para isso é: escolhi o pior livro do cara para começar a conhece-lo. Espero mudar minha opinião sobre o autor, até porque adoro essa história.

O poderoso chefão * Fala sério, uma das trilogias mais fodas de todos os tempos né? Geralmente detesto sequências, mas a da família Corleon conquista qualquer um  na minha opinião. Filme do Coppola, outro amorzinho meu, e livro do Mario Puzo. Acho que vou gostar de ler essa novela mas preferir o filme.

Precisamos falar sobre kevin * Amo esse filme, amo a interpretação dos atores (com Tilda Swinton e Ezra Miller), as cores usadas, a fotografia, tudo! Tenho a impressão que vou gostar tanto do livro do Lionel Shriver quanto gostei do filme, dirigido por Lynne Ramsay.

Um estranho no ninho * Faz algum tempo que assisti esse, mas ele foi bem marcante. Foi o primeiro filme que vi com o Jack Nicholson e já ai parei e pensei “ca-ce-te que puta ator”. Acho que a história deve ser ainda melhor lida do que vista no cinema. O filme tem direção de Milos Forman e o livro é da autoria de Ken Kesey.

Virgens suicidas * Não me canso de ver as irmãs loiras repetidas vezes quando estou sem disposição pra escolher um filme novo, acho que ele é muito sensível e trata de coisas pesadas de uma maneira extremamente suave. Apesar de achar que vou gostar mais do filme da Sophia Coppola nesse caso (principalmente pela fotografia e trilha sonora do Air), acho que também vou curtir o livro, que é do Jeffrey Eugenides.

O escafandro e a borboleta * Outro filme que me conquistou pela sensibilidade e pela fotografia. Assisti em meados de 2008 e desde então se alguém me perguntasse qual filme me fez sentir melhor o que o personagem sentia, seria esse. Achei a atuação de Mathieu Amalric tocante de verdade. A direção é de Julian Schnabel e o livro (biografia) que eu espero gostar tanto quanto é de um jornalista chamado Jean-Dominique Bauby.

Garota interrompida * Li um capítulo desse livro em uma livraria e achei idêntico à cena do filme nos mínimos detalhes,  isso na verdade me fez repensar um pouco essa escolha já que não sei se a leitura vai realmente trazer algo novo.. Masss gosto bastante do filme e decidi deixar o livro aqui na lista, até porque é bem pequeno. O filme tem direção de James Mangold e o livro foi escrito por Susanna Kaysen.

Eu receberia as piores noticias dos seus lindos lábios * Não gostei muito desse filme quando vi, mas assisti em uma qualidade super baixa e num dia péssimo, acho que isso influenciou. Adoro esse título e mesmo que não tenha gostado tanto do filme (ou não tenha prestado atenção nele direito, não sei) lembro de pensar que a história ficaria bem melhor em um livro. Diretores: Beto Brant e Renato Ciasca / Autor e roteirista: Marçal Aquino.

Romeu e Julieta * Ok que isso na verdade é uma peça e eu nunca a assisti, mas já vi tanto o R&J antigo dos anos 60’s quanto aquela parodia mais atual com Leonardo DiCaprio (amo esse filme) e ainda não tinha lido a peça. Esse foi o único da lista que li até agora.